Uma das maiores fábricas de celulose solúvel do mundo está sendo construída no Triângulo Mineiro, entre os municípios de Indianópolis e Araguari. Com um investimento de R$ 5,2 bilhões e ocupando uma área total de 1,5 milhão de m², a planta da LD Celulose, uma joint-venture entre a austríaca Lenzing e a brasileira Duratex, está prevista para começar a operar em 2022.

 

A capacidade de produção será de 500 mil toneladas de celulose solúvel por ano e, para isso, a empresa vai produzir 100% da madeira necessária arrendando terras. As fibras especiais de celulose produzidas na LD serão utilizadas na indústria têxtil, gerando tecidos com inovação, sustentabilidade e alta tecnologia.

 

A fabricação e montagem da estrutura de pré-fabricados conta com a participação da Protendit, empresa pioneira e referência no segmento de pré-fabricado protendido. O início da obra ocorreu em agosto do ano passado, com os serviços de terraplenagem, executados pela construtora Construcap.

As peças estão sendo produzidas nas duas unidades da Protendit na região noroeste paulista – em São José do Rio Preto e Potirendaba – e transportadas até o canteiro de obras.

 

“Atualmente, 30% da capacidade fabril dessas duas unidades está voltada a esse projeto. E estimamos que, em momentos de pico, poderá chegar a 60%”, explica Alex Alves, superintendente de Operações da Protendit.

A previsão é que sejam gerados até 8 mil empregos diretos, impulsionando o desenvolvimento social e econômico de toda a região. Atualmente, a Protendit está contratando engenheiros e técnicos de segurança para trabalho em campo, além de eventuais contratações para as fábricas e remanejando equipes específicas em algumas linhas de produtos.

 

As peças têm sido projetadas por escritórios de projetos especializados e pela própria equipe de engenharia interna da Protendit. Após aprovação, são enviadas para as fábricas, onde são produzidas em concreto de alto desempenho e transportadas em carretas até o local da obra. Ali, equipes da Protendit executam a montagem, seguindo rigorosos controles de segurança e de qualidade.

 

Compromisso ambiental

 

O projeto florestal da LD Celulose vai abastecer a indústria e visa chegar em 70 mil hectares de floresta plantada em quatro anos, aumentando em 37% a base florestal atual, que irá produzir em torno de 3 milhões de m³cc/ano (metros cúbicos de madeira com casca por ano).

 

Luís Künzel, CEO da LD Celulose, enfatiza que a empresa tem o compromisso de trabalhar com as melhores práticas ambientais. “Além de produzir celulose com florestas 100% certificadas, todas as peças respeitam os mais altos critérios de qualidade e especificação de engenharia, seguimos normas internacionais que nos credenciam a ser uma das fábricas com maior produtividade e eficiência energética do mundo. Iremos fornecer para a rede pública 40% de energia gerada a partir de biomassa”, diz.

 

Sobre a junção de duas grandes referências no setor, a Lenzing e a Duratex, o CFO da LD Celulose, João Sevilha, acrescenta que “o desenvolvimento social e econômico terá impacto positivo em toda a região, além de incluir o Triângulo Mineiro na lista dos maiores produtores mundiais de celulose solúvel.”

Vamos conversar?

Preencha o formulário abaixo e nos conte o que você precisa.

 
(17) 3201-7510
falecom@comunic.com.br