Geninho consegue liberação de mais 26 novos leitos de UTI para região de Barretos

São Paulo, 26 de janeiro de 2021 – A região de Barretos, que enfrenta a fase vermelha dentro do Plano SP, a mais restritiva, terá mais 26 leitos de UTI para tratamento de pacientes com Covid-19. A decisão pela expansão no atendimento foi anunciada nesta terça-feira, dia 26/01, pelo secretário de Estado de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi, em atenção a um pedido do deputado federal, Geninho Zuliani, do DEM/SP.

Geninho esteve nesta manhã, em reunião com Vinholi, juntamente com os prefeitos de Barretos e Bebedouro, Paula Lemos e Lucas Seren, além do secretário-executivo do Codevar (Consórcio de Desenvolvimento do Vale do Rio Grande), Victor Borges, que atende municípios da região administrativa de Barretos.

Serão 16 leitos de UTI, que serão credenciados por meio de convênio entre Estado e município e outros 10 por meio de um novo convênio que será firmado com o Hospital Nossa Senhora de Barretos, que faz parte do complexo de saúde do Hospital de Amor.

“Precisamos dar suporte aos pacientes, o aumento de leitos neste momento é crucial para que evitemos novos óbitos pela Covid. Porém, precisamos pedir a todos que respeitem as restrições, evitem aglomerações, o controle do avanço da doença depende de todos neste momento, somente juntos poderemos equalizar a situação, diminuindo o número de casos e regredindo de fase”, afirmou Geninho.

Segundo Vinholi, Estado e município devem caminhar juntos. “Para prosseguirmos para um novo estágio, precisamos da colaboração de todos neste momento”, afirmou.

O Estado de São Paulo registra até esta terça-feira o dobro de novos casos e mortes pela COVID-19 se comparados aos indicadores de novembro, e um aumento de 15% nas infecções e 11% nos óbitos em relação a todo o mês de dezembro. Em janeiro já são 252.956 casos e 5.121 mortes. Em todo o mês de dezembro, foram 220.664 e 4.622, respectivamente. Já em novembro, foram 125.526 casos e 2.784 óbitos. Em toda a pandemia, já ocorreram 51.838 óbitos e 1.715.253 casos confirmados do novo coronavírus.