O Serviço Social São Judas Tadeu divulgou o lucro da 25ª edição da Festa das Nações: o resultado líquido foi de R$ 333.290,87. As informações, auditadas pela Buosi Auditoria & Consultoria, foram apresentadas no último dia 23 e contou com as presenças dos representantes das 13 nações, do diretor da entidade, Padre Luiz Caputo, do presidente da festa, Junior Villanova, e do presidente da OAB de Rio Preto, Dr. Marcelo Henrique.

Mais de 500 voluntários colaboraram para o sucesso da festa, considerada uma das mais tradicionais de Rio Preto e que, em 2019, teve recorde de público, com a presença de mais de 23 mil pessoas em quatro dias de evento.

“A boa organização, a transparência na captação e na gestão responsável dos recursos, somados aos esforços de todos, nos permitiu alcançar todas essas conquistas. Nossos educandos e suas famílias são os que mais ganham com tudo isso”, comemorou Padre Caputo.

Nomeado presidente da edição 2020, o empresário Junior Villanova também ficou satisfeito com o resultado. “Além de bater recorde de público e de arrecadação, conseguimos melhorar a qualidade da festa, possibilitando a todos melhor conforto, ambiente mais agradável e com menos fila. O evento cresceu. Sinto-me honrado em ser novamente nomeado e agradeço a confiança nesse projeto de amor, fé e esperança. Em 2020, teremos ainda mais novidades”, afirma Villanova.

Todos os documentos estão à disposição para verificação na sede da entidade.

Investimentos e metas

O Diretor do São Judas indicou três ações prioritárias com o lucro arrecadado:

– Reforma do refeitório e área externa desse espaço (já em curso);

– Reforma e modernização da padaria (a ser realizada nos próximos meses);

– Instalação de proteção na quadra poliesportiva.

A meta é investir cerca de R$ 100 mil nessas ações. O restante do dinheiro será aplicado na manutenção mensal (compra de carne e outros gêneros alimentícios, pagamento de salários, encargos e impostos; além de reparos pontuais na estrutura). O investimento médio, mensal, no São Judas, é de R$ 100 mil (cerca de R$ 230 por educando/mês).

A partir da reforma e modernização da padaria (que também contará com o aporte financeiro de outros parceiros), o São Judas produzirá todo o pão necessário ao consumo diário dos 430 educandos (café da manhã e lanches).

No passo seguinte, a entidade viabilizará com recursos da Festa das Nações a abertura de Oficinas de Salgadeiro e Confeiteiro, a serem oferecidas aos pais dos educandos. A meta é capacitar as famílias e promover a geração de renda desses grupos.

 

Vamos conversar?

Preencha o formulário abaixo e nos conte o que você precisa.

 
(17) 3201-7510
falecom@comunic.com.br