CTG Brasil anuncia investimento de R$ 100 milhões em centro de inovação em energia limpa

A CTG Brasil, segunda maior geradora privada de energia do País, acaba de assinar um acordo de cooperação com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) para criação do Clean Energy Innovation Hub, focado em projetos de pesquisa, desenvolvimento e inovação que contribuam com a geração de energia limpa no Brasil. O investimento inicial previsto para os próximos cinco anos é de R$ 100 milhões.

O acordo foi assinado no último dia 13, em Brasília (DF), por Evandro Vasconcelos, vice-presidente de geração, Liu Yujun, vice-presidente de Novos Negócios, ambos da CTG Brasil, e Robson Braga de Andrade, presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI) e do Conselho Nacional do SENAI. A inauguração do espaço está prevista para o primeiro semestre de 2020, em São Paulo. O hub também contará com uma base na China, para intercâmbio de conhecimento entre os profissionais envolvidos no projeto.

O novo espaço iniciará suas atividades com foco em propor soluções para planejamento, gestão e segurança de usinas hidrelétricas, responsabilidade social e ambiental e eficiência energética. Outras empresas do setor elétrico e de qualquer outro mercado poderão se juntar ao hub.  “Estamos abertos para contribuir e aprender com as melhores ideias. Optamos por abrir o espaço dessa forma porque acreditamos que as descobertas de outros setores podem ser úteis para o setor elétrico também, com as devidas adaptações”, explica Vasconcelos.

O hub também irá propor desafios de inovação para startups, incluindo financiamento para projetos, e buscará desenvolver agendas com eventos, workshops e intercâmbios entre os dois países, além de promover o engajamento e o compartilhamento de conhecimentos entre pesquisadores de projetos de P&D, colaboradores da CTG Brasil e especialistas do SENAI.

As prioridades de P&D da Aneel têm sido a principal base do atual portfólio de projetos de P&D da CTG Brasil e peça-chave para a sustentabilidade e sucesso da parceria científica com o SENAI. Em 2019, a geradora deve investir R$ 12 milhões em 21 projetos de P&D, um crescimento de 66% em relação ao aportado no ano anterior.

“A rede nacional de Institutos SENAI de Inovação é a maior infraestrutura inovativa do País e está totalmente engajada no desenvolvimento de soluções inovadoras que vão ajudar na competitividade do setor elétrico no Brasil”, afirma o presidente da CNI. “A parceria com a CTG reforça esse trabalho, assim como estimula a criação de startups brasileiras na área de energia e a troca consistente de conhecimento entre Brasil e China”, complementa.

Parceria já rendeu frutos

A CTG Brasil já firma parcerias com o SENAI desde 2017, quando iniciou o projeto de controle da infestação por mexilhão dourado nas áreas das usinas hidrelétricas por indução genética da infertilidade. A iniciativa, que também tem participação da Bio Bureau, recebeu mais de R$ 2,5 milhões para reduzir os impactos negativos à biodiversidade nativa, prejuízos à pesca e problemas para o setor de saneamento, como entupimento de canos, dutos e tubulações de água, esgoto e irrigação.

Outro projeto da empresa com o SENAI é de 2019, para o aproveitamento de plantas aquáticas, conhecidas como macrófitas, na produção de biocombustíveis. Nesse caso, a duração prevista é de três anos, com investimento de R$ 4,6 milhões. A continuidade das duas parcerias será parte do escopo do hub de inovação.

Vamos conversar?

Preencha o formulário abaixo e nos conte o que você precisa.

 
(17) 3201-7510
falecom@comunic.com.br